Bom Jardim de Minas, destino econômico com inúmeros atrativos naturais


O Cristo de braços abertos anunciado a entrada de um município já é praxe em quase todo país, o real significado de uma obra sacra dar boas-vindas ao visitante pode ser compreendido aos que vistam Bom Jardim de Minas, MG; em cima do imponente monte Caxambu o Redentor abre os braços para mostrar as potencialidades naturais do sul de Minas Gerais, capazes de impressionar qualquer turista.

Em Bom Jardim de Minas está o “Tunelão”, segundo os moradores o maior túnel da América Latina com 8.845 Km em linha reta, uma verdadeira obra de arte da engenharia, ao lado do túnel a cachoeira do Pacau, também conhecida como “Véu de noiva”. A cidade ostenta a lista de mais de cem cachoeiras, muitas delas ainda pouco conhecidas.

Bom Jardim de Minas está numa área repleta de nascentes, basta fazer uma trilha que logo encontrará água em abundância, tamanha fartura natural faz a cidade que está há 100 km de Juiz de Fora ser destino certo dos adeptos de uma boa aventura.


Se o verão convida para fazer escaladas, trilhas, rapel e outros esportes radicais, o inverno traz o charme do clima frio num lugar que chega a fazer quatro graus negativos. Esse detalhe já atrai os turistas que em busca de emoção e economia tendem a trocar Campos do Jordão pelo baixo custo de se hospedarem e desfrutarem de toda atmosfera e gastronomia mineira. Para tamanho encanto uma clássica “garota propaganda” a altura de tamanha beleza, a tradicional Fazenda do Pacau foi o lugar escolhido pela Princesa Isabel e Dom Pedro II para apreciarem Bom Jardim de Minas.

O baixo custo para conhecer o local impressiona perto do grande proveito turístico e cultural que o lugar proporciona.

Para se ter ideia de como é acessível viajar pelo Brasil e conhecer Bom Jardim de Minas, independente do poder aquisitivo, pode-se citar como exemplo a hospedagem numa fazenda histórica, do ano de 1782 que oferece passeio a cavalo, banho de cachoeira, acesso fácil para prática de esportes radicais, visita a caverna e dormir no mesmo lugar que dormiram turistas ilustres como: os bandeirantes, Princesa Isabel, Dom Pedro II, Juscelino Kubitschek, Tancredo Neves e outros. O custo da diária completa é de R$40,00 já incluso a tradicional comida mineira feita em fogão a lenha. Do lado de fora da fazenda jabuticabeiras de 150 anos, dentro um casarão restaurado, com móveis clássicos que fazem o turista ter uma viagem imaginária de como era a vida nas fazendas no século XVII e aproveitar as belezas naturais do sul de Minas que são atemporais.

A fazenda do Pacau é um exemplo do que espera o turista em Bom Jardim de Minas. Já no povoado Taboão os visitantes se deparam com um distrito em meio as montanhas, que mais parece uma cidade cenográfica, a natureza e a receptividade da população são reais e os atrativos turísticos um dote capaz de “segurar” por vários dias quem chega na cidade pensando em passar um final de semana.

Dentre os vários templos naturais da tranqüilidade é sugerido visitar no distrito de Taboão: o balneário das Crianças, o balneário do Presépio e o balneário do Remanso, são varias cachoeiras exuberantes e o melhor, sem pagar nada, aproveitando o ensejo um passeio pela usina hidrelétrica desativada . É recomendado pelo integrante da Associação dos Condutores de Viajantes (Aimorés), Adelmar Francisco Silva Filho que a aventura por essa parte da cidade se estenda até a cachoeira Pedra Branca, visitando as propriedades da família do senhor Darci.

Tudo é de fácil acesso desde que o turista de primeira viagem esteja acompanhado de alguém que conheça bem o local, já que a maioria dos atrativos estão na própria natureza não existe ingresso para nada, só a conscientização de preservar e não poluir tamanha dádiva. O gasto será o valor pré-combinado com o guia.

À atração sempre presente por toda parte que se anda pela cidade das nascentes, é o morro Caxambu e a imponência da imagem em seu cume que é vista de longe.

Aos que procuram um lugar calmo para refletir, no povoado do Pacau é possível chegar ao mirante e ver dezenas de montanhas que compõem o cenário natural, neste povoado que está a fazenda histórica mais antiga que o próprio município, o lugar conta também com diversas cachoeiras, piscina de pedra e pontes feitas por escravos que estão preservadas até hoje.

Tão impressionante quanto o baixo custo para passar as férias ou o final de semana na cidade que herdou tantas belezas naturais, é saber que apesar de não ser tão famosa possui mais atrativos que muitos lugares que a maioria da população gostaria de conhecer.


- Alguns atrativos de Bom Jardim de Minas:
Serra do Cruz; Cachoeira das Pitangueiras; Cachoeira da Cecilia; Cachoeira do Pacau; Cachoeira Véu de Noiva; Cachoeira Pedra Branca; Cachoeira das Bromélias; Cachoeira das Três Quedas; Morro do Caxambú; Serra da Mantiqueira; Serra da Bandeira; Tunelão; Serra do Chora; Mirante do Pacau; Casa Mal Assombrada; Recanto das Trutas.

- Guias locais:
O grupo Aimorés tem um importante trabalho para mostrar os atrativos turísticos de Bom Jardim de Minas para os turistas, antes de sair de viagem entre em contato pelo telefone (32) 3292-2137 (Adelmar).

Curumins Expedições (32) 8445-5064 (Fernando)

- Onde ficar:
Pousada Fazenda Pacau

Laércio Guidio/ Joel P. Martins
0 Responses